Imagens da Diversidade

Anne Frank: uma reflexão sobre os direitos humanos

An

Depois de quase 70 anos da morte de Anne Frank, não foram esquecidas as palavras escritas pela adolescente, em seu diário, durante o  período em que se escondia da repressão alemã contra os judeus. Na tentativa de representar sua história, uma exposição, em Belo Horizonte, mostra fotografias e uma linha do tempo que combina a história da 2ª Guerra Mundial e os relatos da vida de Anne no chamado “Anexo Secreto” , onde se escondia a família Frank.

A mostra “Brasil e Holanda – Paz e Justiça: refletindo sobre o passado, construindo um futuro melhor”, é organizada pela Assembleia de Minas Gerais e a Casa de Anne Frank e está sendo realizada na Faculdade Dom Hélder Câmara.

Uma vez que a Holanda foi responsável pela colonização de parte do território brasileiro, os painéis também mostram o sofrimento dos escravos africanos no Brasil. A visitante Magda Boechat não esconde sua reprovação: “Eu detesto preconceito, detesto indiferença. Para mim é o cúmulo a pessoa ter que andar com estrelinha amarela para mostrar que é judeu. É igual o que eles faziam com os escravos que andavam com uma placa de madeira, tipo um registro, quando eles estavam a serviço dos amos”, afirma.

Otto Frank criou o Instituto Anne Frank e dedicou sua vida à educação contra o antissemitismo global

Otto Frank dedicou sua vida à educação contra o antissemitismo global

A exposição apresenta, ainda, vídeo sobre a Casa de Anne Frank que relata a história da família em Amsterdã e mostra imagens do Anexo Secreto. Ao final do vídeo, depoimento de Otto Frank de 1979, um pouco antes de sua morte: “Estou com quase 90 anos e, lentamente, vou perdendo as minhas forcas. Porém, a tarefa que Anne me deixou renova as minhas energias e me dá forças para lutar pela reconciliação e direitos humanos em todo o mundo.” O pai de Anne criou o Instituto Anne Frank e dedicou sua vida à educação contra o antissemitismo global.

 

“Brasil e Holanda – Paz e Justiça – Refletindo sobre o passado, construindo o futuro”

Quando: De 3 a 31 de maio

Onde: Faculdade de Direito Dom Helder Câmara – Rua Álvares Maciel, 628, Santa Efigênia.

Entrada franca

 

 

Deixe aqui o seu comentario

Todos os campos devem ser preenchidos. Seu e-mail não será publicado.

ACONTECE

Giselle Dupin lança livro com temática infantil inspirada na diversidade

“Amigos diferentes” conta uma história cheia de aprendizados, por meio do contato com culturas diferentes   A colaboradora do ODC e Coordenadora-Geral de Cultura, Educação, Acessibilidade e Inclusão, da Secretaria Especial de Cultura, Giselle Dupin, lança nesta terça-feira (19), em Brasília, o livro “Amigos diferentes”, com ilustrações de Fernanda Dupin Viegas. Direcionado ao público infantil, […]

flyer_livro_Amigos-diferentes
CURSOS E OFICINAS

Jornada de Gestão Cultural para Jovens: Pampulha

A região da Pampulha também recebe uma edição da Jornadas de Gestão para Jovens, realizada pelo Observatório da Diversidade Cultural, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. A participação é totalmente gratuita e convida quem tem entre 15 e 24 anos a pensar a Cultura como uma ferramenta efetiva de transformação econômica e […]

jornada-de-gestao-cultural-para-jovens
Mais cursos